Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

PREMATURO...ATÉ QUANDO?

O que implica ter um filho prematuro de 24 semanas? Respostas e interrogações de mãe e terapeuta...

PREMATURO...ATÉ QUANDO?

O que implica ter um filho prematuro de 24 semanas? Respostas e interrogações de mãe e terapeuta...

É preciso ser grande para ser pai

FullSizeRender.jpg

 É preciso ser grande para ser pai. E quanto mais pequena a vida, maior a grandeza. O pai de um prematuro é gigante. É do tamanho inverso ao daquele ser que luta a cada minuto para sobreviver. Que cabe numa mão. E no entanto, ocupa dois corações por inteiro. O tamanho de um pai de prematuro é proporcional ao medo de perder o que de maior se tem. É ter que guardar a dor para consolar a mãe em fragmentos. Colar-lhe as peças, falar-lhe da esperança, acordar-lhe os sonhos, dar-lhe colo. Ser pai é ser o farol no oceano de dor da mãe. Ser raíz enquanto a tempestade não passa. É colocar-se em segundo, quando todos a colocam no centro. Todos parecem saber o que sofre uma mãe. Nela tudo é transparente, inevitável, rio aberto de lágrimas e de palavras... No pai moram silêncios que poucos ouvem... E no entanto, quem olhar para dentro daquele sorriso poderá ver exactamente o reflexo da mãe. Outros sons da mesma música, outras cores da mesma paisagem. 

É preciso ser grande para não largar a mão. Para conduzir. Para mostrar o caminho...

É preciso ser grande para ser pai. Do tamanho da entrega. Do tamanho do amor.

Carla Almeida  (carlacintraoalmeida@gmail.com)

Mais sobre mim

foto do autor

Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D